SEO: 6 erros comuns que você deve evitar

6 min de leitura
6 erros comuns de SEO que você deve evitar
6 erros comuns de SEO que você deve evitar

Quem deseja se destacar nas ferramentas de busca precisa entender que existem diversos fatores básicos que devem ser considerados para chegar ao topo. O mais importante é o cumprimento dos requisitos de SEO (Search Engine Optimization), que são o que plataformas como o Google, o Bing, o DuckDuckGo, etc, costumam considerar. 

Anteriormente, já explicamos como desenvolver um projeto colocando as principais dicas para realizar a otimização para mecanismos de busca em prática. Agora, vamos destacar os erros mais cometidos, que fazem com que muitas páginas da web saiam dos primeiros resultados dos buscadores! 

Continue acompanhando esse artigo e preste bastante atenção nos problemas técnicos, de segurança, de produção e de edição comuns no SEO que você deve evitar para garantir um excelente posicionamento! 

1. Sites não responsivos e com carregamento lento 

Já pensou comprar um forno elétrico de embutir e ele for muito maior do que o espaço que você tem para instalá-lo? Bem, é quase isso que acontece quando você cria um site não responsivo. No passado, as pesquisas eram feitas principalmente pelos computadores, mas os tempos mudaram! 

Atualmente, os aparelhos móveis, como celulares, smartphones e tablets, encabeçam a lista de dispositivos utilizados para fazer pesquisas, com destaque para o segundo, que acumula a maior porcentagem. E, como é de conhecimento geral, eles não possuem os mesmo tamanhos de tela. 

Um site responsivo é aquele capaz de se adaptar às especificações de qualquer dispositivo, não importando quão pequeno ou grande ele seja. Com isso, ele assegura uma navegação fácil e uma leitura dinâmica, fatores cruciais para garantir a aceitação da sua página e diminuir os índices de rejeição. 

Um outro requisito de SEO fundamental e que costuma ser ignorado é a velocidade de carregamento. O Google é a maior plataforma de buscas do mundo, representando mais de 90% desse mercado, e prioriza as páginas que abrem em menos de dois segundos. Se o tempo for superior, ela perde credibilidade e cai no ranque. 

LEIA TAMBÉM:  Marketing Pago x SEO: Qual o melhor para minha empresa?

2. Falta do certificado SSL

Proteger dados e informações confidenciais dos seus usuários é questão de honra para as plataformas de busca, especialmente para o Google. Por esse motivo, a última atualização dos requisitos básicos de SEO do mecanismo tirou o certificado SSL de opcional e colocou como obrigatório! 

Resumidamente, ele consiste em um protocolo de segurança capaz de garantir a proteção da troca de informações que precisam ser mantidas em sigilo, como e-mail, documentos pessoais e números de cartões. E sabia que absolutamente todas as pessoas conseguem identificar a presença desse certificado? 

Olhe para o canto esquerdo da barra onde fica o endereço do site. Ele tem uma um cadeado fechado? Se a resposta for sim, excelente, a sua navegação é segura. No entanto, se aparecer um cadeado aberto ou a mensagem “não seguro”, cuidado, seus dados pessoais não estão protegidos. 

Vale citar, ainda, que o Google começará a apresentar uma nova mensagem em sites que não cumpram este requisito de SEO: “Site suspeito”. Eu tenho certeza que você não vai querer que o seu e-commerce de venda e locação de tendas para eventos ou de qualquer outro produto ou serviço seja apresentado com essa informação negativa. 

3. Não definir ou repetir com excesso as palavra-chave

Um dos erros mais comuns e terríveis que as pessoas cometem quando falamos de SEO: a falta de definição da palavra-chave ou o excesso de utilização da mesma! Brevemente, elas são definidas em três categorias: a short tail, a middle tail e a long tail. 

A primeira refere-se a palavras genéricas e extremamente abrangentes, como mesa, a segunda é um pouco mais específica e possui menos pesquisas, como mesa rústica, e a terceira é uma palavra com baixo volume de busca e altas chances de conversão, como mesa rústica de madeira

E é importante que você saiba que a definição dela não é feita por questão de gosto, e sim identificando os hábitos de consumo do seu público-alvo. Por se tratar do tema principal do conteúdo, ela deve aparecer no título, na meta-description, no URL, no atributo alt e de forma natural no texto e nos subtítulos. 

LEIA TAMBÉM:  Criar Blog: 5 principais benefícios de um blog para sua empresa!

4. Conteúdos plagiados ou duplicados 

Esse tópico precisa ser começado com uma informação primordial e que fará com que você em hipótese alguma cometa o popular erro do ctrl C ctrl V (ou “copiar e colar”): Plágio é crime e as punições variam de três meses a quatro anos, bem como em multas e/ou sanções administrativas. 

Eu tenho certeza absoluta que você não quer ficar recluso ou ter que prestar serviços à comunidade ou a entidades públicas de graça por ter copiado um texto. Além disso, você ainda compromete o ranqueamento do seu site, pois a originalidade é algo introduzido aos requisitos de SEO e os algoritmos são muito inteligentes para identificá-los. 

Já os conteúdos duplicados é outro erro comum, que muitas vezes acontece por falta de atenção no calendário de publicações ou pela falta de ideias ou tempo para desenvolver novos conteúdos, fazendo com que os velhos sejam reutilizados. Pode parecer mentira, mas isso baixa muito a sua credibilidade. 

5. Ignorar as linkagens internas e externas

As linkagens internas e externas são a chave para um texto 100% completo, pois elas servem como indicações de outros conteúdos, que deverão estar relacionados com o tema principal do seu texto, que referencia-se às palavras-chaves. 

Basicamente, as ferramentas de busca consideram esses requisitos de SEO como uma forma de garantir que o usuário tenha uma experiência completa. No entanto, lembre-se que as suas indicações também devem garantir uma ótima navegação e segurança. 

6. Não utilizar imagens

“Uma imagem vale mais que mil palavras” é uma expressão muito popular e que faz todo sentido. A comunicação visual é muito forte e as fotografias são essenciais para o SEO do Google, do DuckDuckGo, do Bing, etc. Quer uma prova de que isso é sério? Entre agora mesmo em qualquer uma dessas plataformas faça uma pesquisa. 

Na barra de ferramentas, você verá que tem uma área nomeada como “imagens”, o que faz com que uma página consiga se posicionar tanto com esse recurso quanto pelo texto. Se você trabalha com coisas visuais, como decoração, grafites, teatro, etc, conseguir se destacar com imagens é extremamente importante. 

LEIA TAMBÉM:  O que é SEO? Como ele pode Aumentar em Até 10x Seu Faturamento

No SEO, elas são fundamentais para enriquecer um conteúdo, garantindo que ele seja mais simples de visualizar e entender. E não esqueça de colocar uma descrição alternativa em texto em todas as imagens, pois além de ajudar no posicionamento, você garante que pessoas com deficiência visual consiga entendê-la com a ajuda de leitores. 

Gostou do nosso post sobre SEO: 6 erros comuns que você deve evitar? Então compartilhe com os colegas e deixe o seu comentário!

Esse‌ ‌artigo‌ ‌foi‌ ‌escrito‌ ‌por‌ ‌Larissa Rhouse,‌ ‌Criadora‌ ‌de‌ ‌Conteúdo‌ ‌do‌ ‌‌Soluções‌ ‌Industriais‌.

CURTIU? COMPARTILHE:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

RECEBA DICAS EXCLUSIVAS DO WORDPRESS

Aumentamos nosso tráfego em 6,197% com o WordPress

Junte-se a centenas de empreendedores que recebem nossa newsletter com dicas privilegiadas do WordPress!

small_c_popup.png

FIQUE POR DENTRO!

Receba dicas GRÁTIS para impulsionar seu negócio na internet!